Como começo um livro?

Pessoal, muitos leitores estão solicitando algumas dicas para escrever. Vou tentar semanalmente postar algumas dicas que possam ajudar quem gosta de escrever ou até mesmo está iniciando no mundo literário. Serão discutidos diversos temas e qualquer dúvida, basta postá-la aqui no blog que vamos tentar solucioná-las.
Tenho vontade de escrever um livro, e agora? Por onde começo e o que devo fazer?
Como tornar-se um escritor?
A primeira dica para se escrever é simplesmente começe.
Você pode ter milhares de idéias, mas enquanto não começar a escrever e colocá-las no papel, continuarão a ser apenas idéias e correram o risco de serem esquecidas…
Tão simples assim? Não… é mais complexo do que imaginamos. Pois você perceberá que escrever é um trabalho árduo de aperfeiçoamento.
Começar a escrever não é um bicho de sete cabeças (eu digo que é de oito ou nove…rs). Sentar atrás de um computador com uma idéia na cabeça e colocá-la no papel dá muito trabalho. Muitos desistem no meio do caminho.
Eu sempre gosto de fazer a seguinte pergunta: “Qual é a razão de você estar querendo escrever?”. Tenho sempre ouvido a resposta: “Porque quero ser famoso e ficar rico!”. Bom esse é o desejo de muitos escritores. Todos querem ver seu livro na seção dos mais vendidos nas livrarias… Quem não quer?
Para que isso aconteça, primeiramente temos que começar a escrever e a colocar no papel.
No momento que você fizer isso, já estará dando o primeiro passo,  porém encontrará uma infinidade de dificuldades que iremos discutí-las aqui no blog, portanto façam suas perguntas!
Quando começar a escrever, você terá milhares interrupções (celulares, parentes, amigos, visitas, trabalho, etc), então não adianta nada querer levar seu notebook para um clube em um dia ensolarado a beira de uma piscina para começar a escrever. Procure um lugar tranquilo, onde você encontre o mínimo de interrupções. No livro O Enigma do Fogo Sagrado – Livro I, quando começei a escrevê-lo, vocês não imaginam a quantidade de interrupções que tive. Felizmente sempre fui muito organizado e conseguia retomar o fio da meada, mas para isso se gasta muito tempo e acaba-se cometendo erros ou até mesmo repetição de idéias.
Você deve pensar, que existem os revisores gramaticais… Sim realmente eles existem, mas eles se preocupam com a gramática, não a lógica de sua trama ou nomes de seus personagens. Errar faz parte de nossa evolução na escrita, porém saiba que se um erro passar despercebido ele se multiplicará pelo número de edições que a editora colocará no mercado, por exemplo, se sua editora for publicar 2000 livros, seu erro caíra nas mãos de dois mil leitores, portanto aqui vem outra importante dica. Após terminar seu projeto (conto ou livro), faça você mesmo a primeira das revisões. Preste atenção que usei o termo “primeira”, pois mais para frente iremos aprofundar no assunto.
Pratique, começe escrevendo um conto, uma página que seja, mas ESCREVA! Você verá que com o tempo isso se tornará um vício e cada dia se você não escrever nada, você sentirá que o dia não está completo.
Quanto ao best seller e em ficar milionário, tomara que você tenha sorte. Confesso que até hoje eu mais gastei na produção de meus livros do que lucrei. Não quero jogar um balde de água fria em você. Porém, se mesmo lendo estas palavras você ainda tem vontade de continuar, Parabéns! Você é um escritor nato.
Então mãos a obra! Sente-se e começe a escrever.
Por hoje é só, duvidas é só postá-las e fica aberto um canal para podermos discutir sobre o processo da Arte de Escrever.
Um abraço,
Hermes M. Lourenço

2 Comentários

  1. gostei dessa materia, estou sempre apreciando as boas noticias.

Agradecemos sua visita! Volte sempre que puder! Se quiser deixe um comentário com sua opinião, assim que pudermos responderemos. Comentários ofensivos não serão aceitos.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

%d blogueiros gostam disto: