abril 23

Não crie expectativas demais

Já mencionei em uma postagem anterior neste blog, a quantidade de autores iniciantes que tenho conhecido e quantos deles tenho visto desanimar e desistir da carreira de escritor. Se você for perguntar a eles, darão a você mil justificativas: o Brasil não é um país de leitores, não se apoia a Literatura Nacional, o livro é caro, as editoras não divulgam direito e só nos exploram, etc, etc, etc. Tá, isso tudo realmente é verdade, mas não é o verdadeiro motivo que os faz desanimarem e desistirem, isso é o que eles dizem a si mesmos e ao público para convencerem-se a si próprios. A verdade é que, via de regra, a culpa é deles mesmos. E sabe por que? Porque criam expectativas demais.
Muitos acham que seu livro é uma obra-prima repleta de originalidade e que em apenas um mês, mesmo sem apoio, sem revisão ou uma divulgação decentes, ele vai bombar! Que ele se tornará o novo Paulo Coelho ou até mesmo a nova J. K. Rowling. Gente, pensa comigo: Um professor, faz uma faculdade de 4 anos para poder ingressar na carreira, um médico, no mínimo 6 e um advogado, 5. Por que raios algumas pessoas acham que a carreira de escritor se faz em um mês? Por que tantas pessoas se acham “iluminadas” a ponto de explodirem com um livro prodígio?
As coisas não são assim. É preciso pé no chão, ou o que fatalmente acontecerá é que terá seus sonhos destroçados e será mais um a desistir. Volto a insistir: a carreira de escritor demanda tempo, dedicação e esforço, não é algo que acontece instantaneamente.
Alguns me dirão: mas J K Rowling, Stephenie Meyer e E L James estouraram com o primeiro livro! Sim, isso é verdade, mas o mercado internacional é muito diferente do nosso. Lá, os autores iniciantes contam com a ajuda (e o crivo) de um agente literário e com o trabalho de editores sérios e competentes que realmente editam os livros, sugerem mudanças e alterações para que o livro de fato venda. Além disso, só estamos vendo a situação agora que elas já são um sucesso, mas não sabemos tudo pelo que passaram até chegar lá. Garanto que não foi fácil nem instantâneo. O próprio Paulo Coelho – que você pode até não gostar, mas tem que dar o braço a torcer e concordar que o cara é milionário e seus livros já foram traduzidos para diversas línguas – chegou a renegar seu primeiro livro (O Manual Prático do Vampirismo), devido ao fracasso de vendas que ele foi. Seu segundo livro, O Diário de um mago, também não foi um sucesso imediato. Sua primeira edição, feita por uma editora média vendeu muito pouco. Sua carreira só deslanchou quando ele conseguiu uma editora maior, que reeditou o livro. Lembre-se ainda que ele não era um ilustre desconhecido quando iniciou, ele já conhecia muita gente influente devido a anos de parceria com o Raul Seixas. Agora veja bem, você lançou seu livro há 6 meses, é um anônimo que publicou por uma editora pequena e está reclamando por que seu livro não “aconteceu” como você queria?  
Vou falar da minha própria experiência para elucidar o fato: Quando comecei a escrever Limiar, não pensava muito em publicá-lo, era apenas uma terapia recomendada pelo meu psicólogo como auxílio no meu problema de compulsão alimentar. Depois, comecei a sonhar um pouco mais alto e a pensar em publicá-lo para meus alunos, foi nessa fase que decidi ambientá-lo em minha cidade para que eles se identificassem mais com a história. Em seguida, preocupei-me em construir um enredo para quem não estava habituado a ler, principalmente Fantasia. A minha meta era escrever um livro que despertasse em meus alunos o gosto pela leitura e poder discutir com eles as impressões que tiveram sobre a história. Quando uma editora se interessou por Limiar, mal pude acreditar. Fiquei muito feliz com isso e logo comecei a imaginar como divulgaria e trabalharia com meu livro aqui na minha região. Entretanto, logo o livro começou a chamar atenção na internet e nas redes sociais e quando dei por mim, Limiar estava “correndo” o Brasil. Apenas seis meses depois, consegui uma nova Editora que me ofereceu condições melhores para publicar meu segundo livro, o que corroborou meu trabalho de forma muito satisfatória. Resumindo: apenas 10 meses após seu lançamento, Limiar já superou todas as minhas expectativas, tanto, que hoje invisto na carreira de escritora como algo sólido, algo que jamais imaginava fazer há cerca de um ano atrás, quando finalizei minha história. Limiar não é um Best-seller, tampouco uma obra-prima. Porém, ele já me ensinou muita coisa, dentre elas a ter humildade, manter os pés no chão – sem deixar é claro de sonhar – e principalmente a não desistir, nunca.
Para finalizar, quero deixar uma frase que meu pai sempre repete pra mim: Se for pra criar alguma coisa, crie peixe e não expectativa! 




Elaine Velasco é autora da série Limiar, cujo primeiro volume foi publicado pela Editora Dracaena e o segundo volume, intitulado Abismo será lançado ainda neste ano pela Editora Literata.
Para acompanhar mais postagens de Elaine Velasco, acesse: elainevelasco.blogspot.com.br
abril 16

Narração em Primeira e Terceira Pessoa

Tenho percebido que muitas pessoas ainda têm dificuldade em diferenciar uma narração em primeira pessoa de uma narração em terceira pessoa, por isso, decidi escrever esse artigo aqui, afim de tentar lançar um pouco de luz sobre esse assunto e ainda discutir os prós e os contras de cada tipo. Primeiro, vamos à diferenciação entre elas e suas subdivisões:

Narrador


Derivado do latim narro  (dar a conhecer, tornar conhecido). É aquele que transmite a mensagem da narrativa. Quem conta a história.
A narração pode ser feita em primeira ou em terceira pessoa, sendo assim podemos classificar os narradores como narrador em 1ª pessoa e narrador em 3ª pessoa.
Narrador em primeira pessoa
Narrador personagem: além de contar a história em primeira pessoa, faz parte dela, sendo por isso chamado de personagem. É marcado por características subjetivas, opiniões em relação aos fatos ocorridos, sendo assim uma narrativa parcial, já que não se pode enxergar nenhum outro ângulo de visão. A narrativa é dotada de características emocionais daquele que narra. Esse tipo de personagem tem visão limitada dos fatos, de modo que isso pode causar um clima de suspense na narrativa. O leitor vai fazendo suas descobertas ao longo da história junto com a personagem.
NARRADOR PROTAGONISTA: o narrador é a personagem principal da história. Todos os acontecimentos giram em torno de si mesmo, e por isso a narrativa é a mais impregnada de subjetividade. O leitor é induzido a compartilhar dos sentimentos de satisfação ou insatisfação vividos pela personagem, o que dificulta ainda mais a visão geral da história.
NARRADOR COMO TESTEMUNHA: É uma das personagens que vivem a história contada, mas não é a personagem principal. Também registra os acontecimentos sob uma ótica individual, mas como é personagem secundário da trama não há uma sobrecarga de emoções na narração.
Narrador em terceira pessoa
Narrador onisciente: É aquele que sabe de tudo. Há vários tipos de narrador onisciente, mas podemos dizer que são chamados assim porque conhecem todos os aspectos da história e de seus personagens. Pode por exemplo descrever sentimentos e pensamentos das personagens, assim como pode descrever coisas que acontecem em dois locais ao mesmo tempo.
NARRADOR ONISCIENTE NEUTRO: Relata os fatos e descreve as personagens, mas não influencia o leitor com observações ou opiniões a respeito das personagens. Fala somente dos fatos indispensáveis para a boa compreensão da narrativa.
NARRADOR ONISCIENTE SELETIVO: Narra os fatos sempre com a preocupação de relatar opiniões, pensamentos e impressões de uma ou mais personagens, influenciando assim o leitor a se posicionar a favor ou contra eles.
Narrador observador: é o que presencia a história, mas ao contrário do onisciente não tem a visão de tudo, mas apenas de um ângulo. Comporta-se como uma testemunha dos fatos relatados, mas não faz parte de nenhum deles, e a sua única atitude é a de reproduzir as ações que enxerga a partir do seu ângulo de visão. Não participa das ações nem tem conhecimento a respeito da vida, pensamentos, sentimentos ou personalidade das personagens.
Fonte: http://www.infoescola.com/redacao/tipos-de-narrador/
E aí, deu pra entender mais ou menos as diferenças? Bem, isto posto, vamos discutir as vantagens e as desvantagens de cada tipo de narração.
Narração em primeira pessoa: A vantagem ao se usar esse tipo de narração, é que o leitor se sentirá mais “envolvido” com a personagem que narra, por partilhar com ela seus sentimentos, emoções e impressões, portanto, será mais fácil criar uma empatia por ela. Entretanto, daí deriva a primeira desvantagem desse tipo de narração: Se o leitor achar a personagem/narradora odiosa, ele dificilmente irá prosseguir com a leitura, por não concordar com a “visão de mundo” da personagem. Outra desvantagem, é que não se poderá narrar cenas aonde a personagem não esteja presente, tampouco narrar os sentimentos e pensamentos das outras personagens, apenas poderá narrar-se a impressão que a narradora tem acerca desses assuntos.
Narração em terceira pessoa: A vantagem desse tipo de narração é que o autor torna-se mais “livre”, podendo narrar cenas independentes, bem como sentimentos e pensamentos de inúmeras personagens, de modo que, se o leitor não se identificar com o protagonista, ele poderá se envolver com algum personagem secundário ou ainda apenas com situações ocorridas. A desvantagem é que esse tipo de narração torna o leitor mais “distante”, é mais difícil para ele sentir “dentro” da história ou “na pele” do protagonista. 
Certa vez, acompanhei uma palestra com o editor da Tarja, e o questionei sobre esse assunto. Perguntei-lhe, se na opinião dele, era mais fácil trabalhar com a narração em primeira ou em terceira pessoa. Ele me disse que atualmente os escritores tem optado por trabalhar mais com a narração em primeira pessoa, embalados pelo recente sucesso de livros que utilizam esse artifício, entretanto, ele julga que isso é um equívoco, pois a narração em primeira pessoa é muito mais difícil, pois a construção da personagem deve ser feita de forma meticulosa e suas impressões sobre o mundo e as pessoas, muito bem exploradas, algo que um escritor iniciante com certeza terá dificuldade em fazer. Também acompanhei uma entrevista certa vez com Stephenie Meyer, autora da série Crepúsculo e ao ser perguntada se guardava algum arrependimento sobre a série, ela declarou: Arrependo-me apenas de tê-lo escrito em primeira pessoa, pois não pude explorar os sentimentos e pensamentos dos outros persongens como eu queria. 
Meu primeiro livro publicado, Limiar – Entre o céu e o inferno, é narrado em terceira pessoa, pois de fato, julguei esse tipo de narração mais adequado para o que eu queria. Entretanto, no momento, trabalho num outro livro, no qual uso narração em primeira pessoa. Diante de minhas experiências, posso afirmar que cada tipo de narração deve ser utilizado de acordo com o que se pretende atingir, tendo cada uma suas vantagens, desvantagens e regras, cabendo a cada autor saber pesá-las bem.
E você? O que acha?
Para acompanhar mais postagens de Elaine Velasco, acesse: elainevelasco.blogspot.com.br
abril 9

Autor x Escritor

Olá queridos leitores, é com muito prazer que hoje inicio minhas postagens aqui no blog a convite do queridíssimo Hermes Lourenço. Espero que gostem!!!

Dia desses, eu estava conversando com um editor sobre a diferença entre um autor e um escritor. A conversa começou porque ele estava se queixando de autores que iniciaram séries ou em quem ele investiu forte em divulgação e que após decorridos anos, jamais escreveram uma linha sequer novamente. Fiquei refletindo nessa questão por longo tempo e devido a isso, decidi partilhar esse artigo com vocês.
Para começar, fui buscar no dicionário a definição de cada termo:
Significado de Autor
s.m. Aquele que está na origem de, que é a causa de: o autor de uma invenção.
Aquele que é responsável: o autor de um crime.
Aquele que faz uma obra literária, científica, artística.
Fonte: http://www.dicio.com.br/autor/

Significado de Escritor

s.m. Autor de livros literários ou científicos.
Fonte: http://www.dicio.com.br/escritor/
Perceba que o próprio dicionário já faz distinção entre um e outro, exatamente como afirmou meu amigo editor. Autor é aquele que faz UMA obra literária. Escritor é aquele que é autor de LIVROS ( no plural). Ou seja, há uma clara distinção entre um autor – aquele que escreve um livro – e um escritor, aquele que escreve diversos livros.
Mas por que eu quero tocar nesse assunto? Veja bem caro leitor que acompanha esta coluna, quero levá-lo a se perguntar: quero ser um autor ou quero ser um escritor?
E aí você mais uma vez se perguntará: mas que importância tem isso? Ah caro leitor, isso faz diferença sim, e muita!
“Andando” por esse meio literário, tenho conhecido diversos autores e alguns escritores e percebo neles, clara distinção. Há aquele, que acredita ter escrito a obra de sua vida, a sua obra-prima, e com isso está satisfeito, com isso já se sente realizado. Ele gestou e preparou uma história a sua vida inteira e quando finalmente a publicou, deu seu sonho, o de partilhá-la com outras pessoas, como realizado. O escritor é aquele ser inquieto, que não consegue viver sem escrever, sem produzir, é aquele que não dorme, pois tem o pensamento continuamente povoado por histórias, personagens e diálogos clamando para “sair”. O escritor, escreve por necessidade, por paixão, a escrita para ele é um estilo de vida. Se viver 100 anos e durante eles contar 1000 histórias, ele não se dará por satisfeito, acreditará ainda não ter cumprido sua tarefa. Tudo lhe inspira, faz sua mente fervilhar. Às vezes, tem um sonho magnífico, que anota no papel de pão por falta de lugar melhor, apenas para não deixar a ideia escapar…
O autor, trata seu livro como um filho, não suporta que o maltratem, que o critiquem. Por ele briga, faz birra, ameaça matar. O escritor, vê nas críticas, material de crescimento, possibilidades de evolução, novos caminhos a seguir e espaços a conquistar.
O autor, acredita que seu livro é uma obra-prima, perfeita, intocável. O escritor, percebe e aceita os defeitos de seu livro, vê que pode aperfeiçoá-lo e que pode melhorar como profissional para no futuro, produzir obras melhores.
O autor acredita que nasceu com um talento, um dom especial e que o livro que ele produziu é sua obra máster. O escritor busca aperfeiçoar sua técnica, faz cursos, lê, pesquisa, corre atrás.
O autor vê seu livro como um hobby. O escritor vê seu livro como o início de uma carreira, que como qualquer carreira necessita de investimento, tempo, esforço e dedicação.
É por isso tudo que eu lhe pergunto: o que você quer ser? Autor ou escritor?
Você quer ser aquele de quem se diz: “Produziu um livro bom, parecia promissor, mas nunca mais escreveu nada.”?
Acompanhe mais postagens de Elaine Velasco em: elainevelasco.blogspot.com.br
julho 4

Conheça em primeira mão as novidades da Editora Dracaena Vejam quais são os livros que já esgotaram sua primeira edição:

Conheça em primeira mão as novidades da Editora Dracaena
Vejam quais são os livros que já esgotaram sua primeira edição:
O Chamado Selvagem chega a cinco mil exemplares vendidos.
O Chamado Selvagem, lançado em 1903, é considerado a obra-prima de London e um de seus principais trabalhos, emocionando milhões de pessoas em todo o mundo. O livro conta a jornada de Buck, um cão São Bernardo que é raptado de seu confortável lar e levado para o Yukon, durante a corrida do ouro no século 19.
Emocione-se e aventure-se com Buck nessa incrível jornada.
Compre O Chamado Selvagem no site da Editora Dracaena.
Conheça A Ordem dos Lendários
 A Ordem dos Lendários: O Livro das Revelações, é apenas a primeira parte de uma narrativa sobre os eventos que culminaram na 3ª Grande Guerra Mundial, período em que a humanidade chegou à beira da extinção.
 “O Apocalipse”, como ficou conhecido entre os sobreviventes, começou muito antes do aquecimento global. Num passado muito distante, conhecido apenas pelos Originários e pela Ordem dos Lendários, existiram seres que não deixaram vestígios para serem descobertos, mas o legado deles continuará entre nós enquanto existir vida no planeta.
A Ordem dos Lendários: O Livro das Revelações convida seus leitores numa jornada pelo passado, conhecendo épocas desconhecidas e suas relações com o comportamento humano. Sugere para o leitor observar a vida de forma diferente, tornando a experiência de acompanhar Gabriel em suas descobertas num momento prazeroso e transformador. Por isso caro leitor, como dizia Confúcio em seus preciosos ensinamentos: “ESTUDE O PASSADO, SE QUISERES ADIVINHAR O FUTURO”.
Compre A Ordem dos Lendários no site da Editora Dracaena.
R. L. Mandu dá seu depoimento sobre a segunda edição de seu livro “A Ordem dos Lendários – O Livro das Revelações”:
Lembro como se fosse hoje os primeiros rascunhos e o sonho de um dia transformar meus pensamentos em palavras. Ao longo dos anos o sonho ganhou forma e volume, até que se desprendeu do meu universo e se tornou real. Porém, a vida nos ensina que tudo o que é feito com prazer tende a superar as expectativas e, o que um dia foi apenas uma vontade, hoje é uma realidade que chegou na 2ª Edição, o que me dá uma enorme felicidade.
Quero agradecer a cada leitor que acreditou no trabalho e que partilham comigo a importância de se autodescobrir e explorar as capacidades em busca de encontrar os limites da auto realização.”
Saudações Literárias
R.L.Mandu
 Bruxaria e sobrenatural em Faces de um Anjo
 Leticia Lorn, uma renomada física é chamada por um genial professor do Instituto de Tecnologia para encontrar respostas em uma pesquisa secreta: A possibilidade de viajar no tempo, através de uma esfera de origem obscura, encontrada em Luxor – Vale dos Reis.
Enquanto envolve-se com a pesquisa, misteriosamente surge Samael, um psicopata que inicia uma verdadeira caça as bruxas, cometendo assassinatos brutais com traços da Santa Inquisição de forma a incriminar a brilhante pesquisadora e roubar a esfera, podendo assim interferir no espaço-tempo e até mesmo na história da humanidade.
De forma equilibrada, o autor nos leva a um mundo mesclado de magia e suspense, desafiando o leitor ao exercício das deduções, fazendo-o mergulhar em uma nova realidade. Uma leitura capaz de envolvê-lo do início ao fim, que o conduzirá a um final surpreendente e instigante. A chave é acreditar.
Compre Faces de um Anjo no site da Editora Dracaena.
“Faces de um Anjo é um livro repleto de ação, suspense e surpreendente, conforme descrição da maioria dos leitores. Apenas a história não seria suficiente, se não estivesse aliada a um trabalho de ótima qualidade editorial, elaborado pela editora Dracaena. Fiquei extremamente feliz quando fui comunicado pela editora sobre a segunda edição. É simplesmente a realização de um sonho.”
Hermes M. Lourenço
Para quem procura aventuras inesquecíveis, conheça Os Contos de Meigan
Meigan é um mundo diferente do nosso, morada de seres especiais e poderosos que se denominam magis.
Na aparência são exatamente como nós, mas as diferenças não podem ser ignoradas por muito tempo.
Os magis tem uma relação especial com a natureza e seus elementos, moldando-os à sua vontade e apoderando-se de sua força.
Esses elementos, chamados mantares, não se limitam apenas aos conhecidos fogo, terra, ar e água. Existem muitos outros como as sombras, o tempo e até mesmo o controle sobre o próprio corpo. Ter a capacidade de decifrar, entender e interagir com a natureza é um dos principais requisitos para a evolução de um magi.
Para tanto, deve-se primeiramente entender que tudo faz parte da mesma manifestação natural e que toda matéria e energia estão inseridas em um processo dinâmico e universal.
Compre Contos de Meigan no site da Editora Dracaena.
                              CONHEÇA MAIS SUCESSOS DA EDITORA DRACAENA
 
                                                
Nêmesis 
Há cento e quarenta anos, Astarot, uma dos maiores demônios já conjurados, dorme, aprisionado pelas magias da família Masters. Mas uma profecia determinou seu despertar e agora a família de magos mais poderosa e influente do mundo se vê face a face com a volta de sua Nêmesis.
Isabela Zuckermann, jovem ginasta, foi apontada como aquela quem trará o despertar do demônio.
Agora, aqueles que seguem Astarot tentam protegê-la, e aqueles que pretendem impedir a profecia querem sua morte. A jornada de Isabela está entremeada com o segredo da prisão de Astarot em 1875 e conforme ela descobre a verdade sobre a magia, sobre sua família e sobre si mesma, fica mais claro que ninguém poderá impedir “O retorno de Astarot.”
Compre Nêmesis no site da Editora Dracaena.
Autor da Editora Dracaena concede entrevista ao Programa Resenha.
Confira aqui entrevista de José Oliveira, autor do livro “O Alma”, no Programa Resenha – TV SOL Comunidade – cidade de Indaiatuba – SP.
Compre O Alma no site da Editora Dracaena.
 
Autora da Editora Dracaena concede entrevista ao Programa TinTim por TinTim, da Just TV São Paulo.
Assista entrevista da autora Vanessa Bosso no programa TinTim por TinTim da Just TV .
Confira aqui a entrevista.
Compre Possuída no site da Editora Dracaena.
 
Confira os Lançamentos em Pré-Venda da Editora Dracaena
Limiar – entre o céu e o inferno – PRÉ-VENDA
De R$ 39,90 Por R$ 34,90
Samuel é o homem mais lindo e sedutor que Ester já conheceu.
Miguel é o amigo mais fiel e companheiro que uma garota poderia querer.
Dividida entre o amor e a amizade dos dois, a garota não imagina o motivo que faz com que eles se odeiem tanto e menos ainda que ela é a peça-chave na eterna luta entre o bem e o mal.
Antigos segredos de família e muito mistério cercam essa história de amor, proibida tanto pelas leis divinas quanto pelas leis infernais.
Portais – PRÉ-VENDA
De R$ 39,90 Por R$ 37,90
No livro Portais, convido você a viajar para outras dimensões, lugares ou planetas!
Imagine se existissem clãs de cientistas espalhados pela Terra com diversos conhecimentos deste e de outros mundos e, com tanto poder em jogo, um desses clãs se rebelasse para tentar dominar tudo que existe!
Em uma aventura cheia de suspense, grandes amores, fortes laços de amizades e muitas descobertas, um grupo de amigos e seus inesperados poderes tentarão evitar o fim do nosso planeta.
Mas para isso vão precisar decifrar o código secreto que os levará aos Portais, antes que alguma força o faça e destrua todas as possibilidades de vida. Desafio você a fazer parte deste mundo e descobrir os PORTAIS!.
Carreira e Negócios – 350 dicas para construir uma história de sucesso – PRÉ-VENDA
De R$ 24,90 Por R$ 21,90
Sejam todos bem vindos à era da informação. Vivemos o momento da história em que conhecimento é a moeda da vez e a informação alimenta uma sociedade que progride a passos largos. As pessoas vivem em um ritmo acelerado, onde tudo precisa fazer sentido no menor tempo possível.
O século XXI trouxe o que chamamos de paradoxo da produtividade: As pessoas querem conhecer e produzir mais em um curto espaço de tempo. Carreira e Negócios – 350 dicas para construir uma história de sucesso, vêm de encontro a esta necessidade, pois consegue transmitir conteúdo de qualidade em textos claros e que vão direto ao ponto.
Neste guia você encontrará dicas valiosas sobre atendimento, carreira, empreendedorismo, liderança, marketing, recursos humanos e vendas. Pequenas ideias para gerar grandes resultados. Um guia que servirá de auxílio para que você possa escrever uma história de sucesso.
 
Globo.com destaca autor e obra que será lançada pela Dracaena Editora em agosto.
Confira no site da Globo.com reportagem sobre Diego de Lima, autor do livro Sentel York que será lançado pela Editora Dracaena.
Editora Dracaena e autor Celso Zymon convidam para a tarde de autógrafos do livro Naturalmente Saudável.

Será no sábado, 07 de Julho de 2012, na Livraria  Da Vila – Shopping Cidade Jardim: Av. Magalhães de Castro, 12000 – pista local Marginal Pinheiros, das 16h00 as 19h00.
A Editora Dracaena está à procura de novos autores.
A Editora Dracaena busca novos talentos nacionais para publicação, divulgação e distribuição nacional. Se você escreve ficção, romance, filosofia ou literatura infanto-juvenil, envie seu livro para avaliação.
Para saber como enviar o seu livro acesse:  http://www.dracaena.com.br/?modulo=Conteudo&id=2
junho 2

A Editora Dracaena está à procura de novos autores.

A Editora Dracaena está à procura de novos autores.
A Editora Dracaena busca novos talentos nacionais para publicação, divulgação e distribuição nacional. Se você escreve ficção, romance, literatura fantástica ou literatura infanto-juvenil envie seu livro para avaliação.
Para saber como enviar o seu livro acesse:
                       

A Dracaena promove uma tarde fantástica em São Paulo
A Editora Dracaena convida para o lançamento da Dracaena Tour na Livraria da Vila com os autores Vanessa Bosso, José Oliveira e Ricardo Mandú.
Participe do lançamento oficial dos livros: Possuída, O Alma e a 2ª edição de A Ordem dos Lendários.
Evento: Dracaena Tour
Local: Livraria da Vila – Shopping Cidade Jardim
São Paulo – SP
Data: 16 de junho de 2012
Horário: das 16h00 as 19h00.
Confira a entrevista da escritora paraense Roberta Spindler ao Programa M da TV Guará, apresentado pela jornalista Paula Veloso. 
A jornalista Paula Veloso realizou uma entrevista super especial com um dos nossos Talentos Nacionais: Roberta Spindler, uma das autoras do livro Contos de Meigan, lançado pela Editora Dracaena.
Confira AQUI a entrevista.
Lu Piras e Equinócio – A realização de um sonho
Confira AQUI o vídeo da autora Lu Piras apresentando o seu lançamento Equinócio – a Primavera.
E AQUI sua “Carta aos Leitores”. Uma declaração sobre sua trajetória.
abril 22

O Diário Serial – Inicia-se a caçada ao serial killer.

Olá Amigos do Blog!
Hoje trago algumas novidades da Dracaena.
Confesso a todos seguidores que fico muito feliz em ver uma editora que valoriza os talentos nacionais e se você está interessado em publicar um livro, dá uma espiada no final do post…
Um forte abraço a todos!
Comece a caçada ao serial killer
O terror chega a Florianópolis neste lançamento da Editora Dracaena
Verão no litoral catarinense. Uma época de sol, calor e muitas festas.
Mas esta rotina paradisíaca mudará quando uma série de assassinatos assombrar a cidade, em uma série de eventos nunca antes presenciados.
Um serial killer está solto, escrevendo em seu diário seus mais profundos e aterrorizantes sentimentos, descrevendo como se sente quando mata e como pretende continuar com seu plano. E a única esperança da cidade é uma dupla de jovens policiais, que caçarão o assassino nos mais diversos cantos da Ilha da Magia.
Um thriller bombástico do início ao fim, que colocará o primeiro serial killer em terras florianopolitanas.
Compre o livro em Pré-Venda nos seguintes sites:
Livraria da Travessa
Site da Editora Dracaena
Acesse o Book trailer do livro:
http://www.youtube.com/watch?v=TQOJAde4tUI 

 

Na mídia: Veja nossos autores nacionais em destaque
 
Confira a entrevista com Janethe Fontes, autora do livro Sentimento Fatal, no blog da Editora Dracaena (acesse AQUI).
Compre também o livro diretamente pelo Site da Dracaena, com frete grátis.
 
O site Literatura de Cabeça entrevistou Raphaella Mello, autora do “livro Segredos de um Vampiro”. Veja AQUI a entrevista completa no site.
Compre também o livro diretamente pelo Site da Dracaena, com frete grátis.
 
Jéssica Anitelli, autora do livro “O Punhal”  foi matéria no Jornal A Notícia.


Envio de Originais
A Editora Dracaena está em busca de novos autores para publicação, divulgação e distribuição nacional.
Publique seu livro com uma das editoras que mais cresce no Brasil.
Envie seu original para avaliação através do email: publique@dracaena.com.br
Para mais informações acesse o Site da Dracaena.
março 1

Entrevista com o autor Paulo Henrique G. Gontivo

“…acho maravilhoso na literatura é que você não precisa ter um tema estrondoso para chamar a atenção, mas sim  descrever estrondosamente um tema…”
Paulo Henrique Gomes Gontijo
Olá Amigos do Blog!
Hoje trago para vocês uma entrevista com o escritor Paulo Henrique Gomes Gontijo, autor do livro O Olhar dos Inocentes que de forma independente produziu seu livro. –Para quem não viu confira a resenha clicando aqui.
Confesso que foi uma leitura prazerosa e envolvente, portanto super recomendada.
Para quem não sabe, Paulo Henrique Gomes Gontijo (ou Paulo H. G.Gontijo) nasceu em Divinópolis/MG em 04/05/1971. Filho de comerciantes, é o mais novo de oito irmãos. Graduou-se em Direito, mas é na literatura que encontra sua identidade. “O olhar dos inocentes” é sua primeira publicação.
Um forte abraço a todos!
01)  Fale um pouco sobre quem é Paulo Henrique Gomes Gontijo.
Sou Divinopolitano, nasci em 04/05/1971, tenho formação em Direito e sou comerciante meio que por osmose pois meu pai  era comerciante, assim como minha mãe também  já teve uma  loja de tecidos.  Amo a família e a literatura.
02) Explique aos seguidores do blog como surgiu a sua vontade de escrever e o desejo de se tornar um escritor.
A vontade de ser escritor começou logo na minha infância., pois eu comecei a ler aos 10 anos.  Eu ficava fascinado com o poder que o livro tinha de me fazer viajar, emocionar e chorar mesmo estando dentro da minha casa. Era muito intenso. E pensava: que poder é este? E a cada livro que eu lia, eu me enchia de admiração pelo escritor, pela capacidade que ele tinha de, com suas palavras, evocar sentimentos tão arrebatadores no meu emocional.  Daí surgiu gradativamente a vontade de querer realizar nas pessoas o mesmo feito,  provocar nelas  o mesmo sentimento de viagem emocional que eu sentia desde lá na minha infância.
03)  Como se dá seu processo de escrita – desde as ideias até a concepção final do livro.
Eu acho que quem ama literatura isso se torna meio que instintivo. Um acontecimento mais banal do dia-a-dia dispara um turbilhão de idéias.  Lembro-me que durante as minhas aulas de direito penal na faculdade, a minha mente não parava de supor as mais inusitadas situações enquanto o professor explicava os diferentes tipos penais. E eu pensava: isso daria uma ótima estória. E o que eu acho maravilhoso na literatura é que você não precisa ter um tema estrondoso para chamar a atenção, mas sim  descrever estrondosamente um tema que, muitas vezes, é  convencional. A morte de Ivan Ilitch de Tolstói,  é um destes exemplos. O autor  descreve neste livro a morte do personagem— um tema relativamente corriqueiro —de uma forma tão estupenda que faz o corpo da gente estremecer de emoção.
04)  Vi que o livro O Olhar dos Inocentes, foi uma produção independente. Esclareça aos leitores do blog como se dá esse processo e o custo-benefício.
No meu caso especificamente, eu tinha engavetado há tantos anos este sonho, que, já estando com meus quarenta anos, não pensei duas vezes em pegar uma parte das minhas economias e publicar o meu livro. Sabemos que não é barato. Mas foi o preço de ver o meu sonho realizado o mais depressa possível, ao invés de arriscar numa eterna demora, ou mesmo , nunca vê-lo publicado,  enquanto eu ficasse à espera de que alguma editora se interessasse em editá-lo. Mas o processo em si é simples. Escrever, contratar um revisor, que no meu caso, ele elaborou também a capa, ajudou-me no título,  e arrumar uma gráfica que tenha um trabalho bacana.
05)  Em seu livro envolve gênero ação- policial, associado à um grande drama vivido pela protagonista Maria Clara. De onde surgiu a ideia para desenhar a protagonista.
Sempre gostei de livros cujos temas são dramas psicológicos dos personagens. Acho que é justamente isto que enriquece a estória;  é quando o leitor vivencia os conflitos internos do personagem diante de uma determinada situação e sua condição emocional  que está por trás de suas atitudes. Crime e Castigo, de Dostoiévski, é um exemplo clássico deste gênero.
06)  Quais são as maiores dificuldades que você encontrou para editar esse livro.
Uma vez já estando com o dinheiro em mãos, que, sem demagogia,  todos sabem, sem ele a gente não faz nada— em termos financeiros, obviamente— a  minha maior dificuldade  foi vencer  o medo. Medo da exposição, medo da repercussão, medo de perder o dinheiro investido, enfim… Mas eu o venci. Assim como todos nós temos que procurar vencer as dificuldades para atingir nossos objetivos. Sejam elas  o medo, a falta de dinheiro, a falta de incentivo ou tudo isso junto.  Temos que arrumar um jeito de vencer.
07)  Você poderia nos falar um pouco sobre seus novos projetos?
Tenho vários escritos, todos no meu computador. Um deles,  um livro já totalmente pronto ,  está na fase de negociação com uma editora.  Este segue o mesmo gênero de O olhar dos inocentes. Trata-se de um suspense policial.
08)  Percebi que você tem um dom em prender a atenção do leitor, fato esse que encontramos nas obras Best Sellers. Quais são os comentários que você tem recebido a respeito do Olhar dos Inocentes.
Acredito que a gente escreve aquilo que mais nos chama a atenção. Creio também que a grande massa de pessoas é atraída por estórias instigantes, que faça aflorar emoções. Sou fã de Sidney Sheldon, Agatha Christie,  Allan Poe , Rubem Fonseca , entre outros mestres. E as pessoas têm me dito exatamente isto:  que ficaram presas com a minha estória, que não conseguiram largar o meu livro. Um amigo disse-me que chorou em determinada parte dele. E pra mim, escutar isso é muito, mas muito gratificante. Sinto-me como se fosse uma criança que ganha um presente há muito esperado.
09)  De onde surgiu a ideia do titulo de seu livro?
O  livro, pra mim, tem a obrigação de nos fazer crescer;  a estória, por mais que ela seja trágica e violenta, tem que nos trazer uma lição. Isto é a literatura. E a estória de O olhar dos inocentes é tudo isso: trágica,  violenta e dramática. Mas apesar de todas as agruras pelas quais a protagonista passa, ela consegue encontrar, em meio a tudo isso,  o seu mar de águas tranqüilas, no olhar de uma inocente.
10)  Como foi a elaboração, a construção da estória do livro?
O olhar dos inocentes era pra ser um conto. A minha idéia era lançar um livro de várias estórias policiais e eu já havia escrito exatamente sete.  Mas quando mandei  os meus originais para o revisor, ele me disse: —Você ficou maluco? Cada estória dessas é um livro! — Decepcionei-me por um lado, mas animei-me por outro. A partir do momento em que fui convencido de que  cada “conto” meu era um livro, fui descobrindo que estava deixando de lado muitos detalhes importantes na estória a fim de enquadrá-la forçosamente  em conto. O resultado,  depois disso, achei muito melhor e constatei que se deixasse de pormenorizar a minha estória, ela iria ficar muito, digamos,  deficitária.
11)  Agradeço pela e entrevista e gostaria que deixasse uma mensagem aos seguidores do blog A Arte de Escrever?
Eu é que agradeço pela entrevista. Você não sabe o quanto estou honrado por poder estar aqui, falando sobre a minha obra, fruto de um sonho tão sonhado. Sinto que como escritor, vou ser eternamente aquele menino que ficava horas e horas, viajando nas estórias, querendo sempre que todas as pessoas entendam e compartilhem comigo este prazer imensurável que é o amor pela leitura. Quanto aos seguidores do blog, tenho a dizer o seguinte: Tenham, em tudo o que forem fazer na vida, a mesma emoção que eu descrevi quando eu viajava e ainda viajo pelas minhas estórias.  Emocione-se, sorria, chore, lute, vença todas as dificuldades. Escreva o seu livro. Publique-o. Ou guarde-o.  Consiga tudo o que for necessário para tornar possível  os seus sonhos. Trabalhe no que ame;  passe a amar o que tiver que fazer.  Um abraço a todos.
fevereiro 9

Novidades da Editora Dracaena

Olá Amigos do Blog!
Bem hoje recebi uma newsletter bem especial da editora Dracaena, pois nela tem uma entrevista que concedi para o blog apaixonada por livros. Nesta entrevista tem algumas dicas para os escritores iniciantes. Vale a pena conferir!
Também temos um link para uma entrevista com Roque Neto, autor do livro Porque eu Amei e o anuncio de um Super Lançamento: O Alma – A Face de um Outro Mundo.
Espero que gostem.
Um forte abraço a todos!
                                        
                             Literatura nacional em destaque!

Entrevista com Hermes M. Lourenço


Márcia Rios do Blog Apaixonada por livros entrevistou Hermes M. Lourenço, autor do livro Faces de um anjo.
Confira a entrevista e conheça o trabalho desse importante autor nacional.
Para ler acesse:  http://www.apaixonadaporlivros.com/2012/02/entrevistando-o-autor-hermes-m-lourenco.html
 
Saiba onde comprar o livro Faces de um anjo:
http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=29199926&sid=17743625014129649894713860
http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/3735622/faces-de-um-anjo/
http://www.dracaena.com.br/?modulo=Produtos&item=ProdutosView&id=28
Entrevista com Roque Neto

Danilo Barbosa do Blog Literatura de Cabeça entrevistou Roque Neto autor do livro Porque eu amei.
Confira a entrevista e conheça o trabalho desse importante autor nacional.
Para ler acesse:  http://www.literaturadecabeca.com.br/2012/02/literatura-entrevista-roque-neto.html
Saiba onde comprar o livro Porque eu amei:
http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=22955298&sid=17743625014129649894713860
http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/3682292/porque-eu-amei/
http://www.dracaena.com.br/?modulo=Produtos&item=ProdutosView&id=23
  
Escritor José Oliveira lançará “O Alma” pela Editora Dracaena.

Depois de publicar dois livros (O Réu dos Sonhos e Amargo Pecado), pela editora Novo Século, o escritor José Oliveira da cidade de Indaiatuba assina contrato com a editora Dracaena, a mesma está promovendo autores nacionais no mercado editorial.
O terceiro livro do autor: O ALMA — A FACE DE UM OUTRO MUNDO, e o primeiro de Literatura Fantástica, será publicado entre Abril/Maio de 2012.
Estou muito feliz em ter assinado com a editora Dracaena, tive todo suporte necessário para publicar meu novo livro, além de chegar a comum acordo rapidamente, sobretudo, a capa superou qualquer expectativa.” Finaliza José Oliveira, que aguarda ansioso pelo lançamento. 
Aos interessados em conhecer a editora ou autor: www.dracaena.com.br  www.autorjoseoliveira.com
Fonte: Assessoria José Oliveira.
  
A Editora Dracaena apresenta dois novos Book Trailers:
Book trailer do livro Terra sem lei do autor Luis Boto.
Próximo lançamento da Editora Dracaena.
http://www.youtube.com/watch?v=tnqdKQ3ebCs
Obs: Código para incorporar no blog
 Book trailer do livro Faces de um anjo do autor Hermes M. Lourenço.