Filmes

[FILME] Corra! (Get Out), 2017

Olá pessoal, tudo bem?

O filme de hoje entrou para minha lista de favoritos. Se você gosta de um bom suspense com uma pitada de terror, um pouco de humor, e ainda com críticas a nossa sociedade, você deve conferir este longa metragem. Corra! foi indicado a quatro categorias no Oscar, ganhando como “Melhor Roteiro Original”. O diretor, Jordan Peele revelou que sua inspiração para o filme veio de um stand up de Eddie Murphy onde ele contava como foi conhecer os pais de sua namorada branca. Vem conferir a resenha!

No início do filme, somos apresentados ao casal Chris (Daniel Kaluuya) e Rose (Allison Williams). Chris está apreensivo, pois finalmente vai conhecer os pais de Rose. O maior medo de Chris é a aceitação, pois ele é um simples fotógrafo, negro e órfão, bem diferente de sua namorada, branca, de classe média. 

Rose porém deixa claro que seus pais não são racistas e que Chris deve relaxar. Antes de irem, Chris conversa com seu amigo Rod Willians (Lil Rel Howery) para que cuide de seu cão e Rod até tenta fazer com que Chris não vá, ele diz que sabe como os pais “não-racistas” de Rose vão recebê-lo, porém Chris apenas acha graça e vai.

Quem dirige é Rose, e no caminho ela atropela um cervo. Chris fica muito perturbado com a situação, enquanto Rose permanece tranquila, motivo que vamos entender um pouco depois. Quando a polícia chega para verificar o acidente e assim liberar o carro, ele tentar pegar os documentos de Chris, porém Rose interfere, alegando que ele não estava dirigindo e que se o policial insistisse ela iria considerar aquele ato como sendo racista. O policial com medo, libera então os dois.

Os pais de Rose, Dean Armitage (Bradley Whitford) e Missy Armitage (Catherine Keener), recebem Chris com muito entusiasmos, tanto que chega a parecer forçado; Chris sente que eles estão se esforçando demais para serem agradáveis.

Ao dar uma volta pela casa com Dean, ele mostra algumas recordações de família, e comenta como seu pai era um bom corredor, mas não tão bom como um corredor afro-americano. Missy se oferece para ajudar Chris a parar de fumar por meio de hipnose, e é claro que Chris não aceita, pois não quer ninguém invadindo sua mente.

Em pouco tempo, Chris percebe que todos os empregados da casa são negros e que eles agem de uma forma muito estranha. Ele não deixa de contar este fato a seu amigo Rod, o qual diz que tinha avisado a ele que não existe esse negócio de pais brancos aceitarem que suas filhas namorem um negro.

Tudo fica ainda mais estranho com a chegada do irmão de Rose, Jeremy (Caleb Landry Jones). Jeremy não disfarça tanto quanto os pais, deixando claro seu preconceito. Rose até pede desculpas pelo comportamento do irmão.

O que Chris não esperava era que as coisas poderiam ficar ainda mais estranhas. Ocorre uma festa na casa de Rose, uma festa anual; uma tradição deixada por seu avô. A maioria dos convidados são brancos, os poucos negros agem de uma maneira estranha, e Chris se sente exposto, como se todos o tivessem observando. Os convidados fazem piadas cheias de preconceito, porém de um jeito retraído, achando que estão sendo gentis.

        

Mas só quando um dos homens negros presentes na festa age de modo mais estranho do que o habitual, depois de receber um flash de luz nos olhos, é que Chris percebe que aquilo não é normal, e que realmente há alguma coisa muito estranha e suspeita naquele lugar.

Corra! é um ótimo filme de suspense/terror, quando decidi assisti-lo não imaginei que fosse tão bom. O mistério a ser descoberto não é tão difícil de desvendar, porém é muito bem fundamentado.

O longa não fica apenas nas cenas de tirar o fôlego; também possui um pouco de humor, e este humor fica a cargo de Lil Rel Howery, que realmente fez um ótimo trabalho. Ótimo trabalho também executado por Daniel Kaluuya. 

O filme traz é claro uma crítica enorme ao racismo, da forma mais crua possível. Não tem como não ficar com uma confusão de pensamentos depois de assisti-lo.

A trilha sonora é ótima, faz com que fiquemos super conectados a tela. Essa música principal do filme a que aparece no trailer já avisa o que nos aguarda. A fotografia também é incrível, luz e cenários maravilhosos.

O filme foi indicado a quatro categorias, ganhando como “Melhor Roteiro Original”. Alguns acharam o filme um pouco superestimado, porém eu discordo, é claro que não teve nada de tão incrível no roteiro, o mistério é desvendado facilmente pelo espectador, porém as atuações e o desenvolvimento das cenas faz com que ele seja ótimo para mim.

O barulho dessa xícara me deu nos nervos!

Então se você ainda não assistiu a esse filme, não deixe de conferir. Se já assistiu, compartilhe comigo sua opinião. 

“Com seus dons naturais e nossa determinação, podemos ser parte algo maior juntos. Algo perfeito.”

Título original: Get Out

Produção: 2017

Duração: 1h 44 min

Direção: Jordan Peele

Filmow | Adoro Cinema  

Agradecemos sua visita! Volte sempre que puder! Se quiser deixe um comentário com sua opinião, assim que pudermos responderemos. Comentários ofensivos não serão aceitos.