Série

La Casa de Papel

Olá amigos do site A Arte de Escrever!

Hoje vamos falar um pouco sobre uma série exibida na Netflix, La Casa de Papel, que trata-se de uma série espanhola, criada por Alex Pina, inicialmente para a TV espanhola e posteriormente adquirida pela Netflix. Ela chamou minha atenção por três fatores iniciais.

O primeiro fator a ser considerado é o roteiro bem elaborado, carregado de cliffhangers – técnica de roteiro que coloca o personagem digamos que na beira do precipício, explorando seus limites e nos deixando curiosos sobre como será o desfecho –, além do domínio da empatia e simpatia nos protagonistas e antagonistas.

O segundo fator, que já não considero surpreendente é por ser uma série espanhola o que vem a reforçar a quebra do paradigma (para não dizer monopólio) das séries americanas.

O terceiro fator é capacidade do roteirista em interagir diversos personagens, é isso não é uma tarefa fácil. Um exemplo que considero a perfeição da escrita de roteiro é o clássico Star Wars – obra esta citada por diversos livros de roteiro –, e considero que a série La Casa de Papel, conseguiu dominar com maestria os conflitos internos que envolvia todos os personagens.

Bem a trama começa quando “El professor” recruta alguns criminosos para executar um plano meticulosamente planejado. Assaltar a casa da moeda espanhola, sequestrar reféns e ficar alguns dias fabricando Euros – algo em torno de 1 bilhão de Euros –, ou seja, o roubo do século –  para não dizer do milênio.

Os criminosos mantem contato o tempo todo com o professor que estipula o caminho que o roubo e sequestro deverá seguir na tentativa de alcançar o êxito. O grupo de criminosos, adotam o nomes de cidades pelo mundo e atenção especial para esse nome: Berlin, onde vocês irão compreender grande parte de onde a trama se originou. É claro que temos outros destaques, como Oslo, Estocolmo, etc… Outro grande ponto positivo para La Casa de Papel, vai pela interação dos conflitos internos e externos dos reféns com os criminosos e mais uma vez, ponto para o roteirista.

A série é dividida em duas temporadas, onde a trama parecia ter sido finalizada e confesso que hoje fui pego de surpresa com o anúncio da terceira temporada prevista para 2019.

Vale a pena conferir para quem gosta da união de suspense, policial e drama.

Agradecemos sua visita! Volte sempre que puder! Se quiser deixe um comentário com sua opinião, assim que pudermos responderemos. Comentários ofensivos não serão aceitos.