janeiro 10

O Presente do Meu Grande Amor: Doze Histórias de Natal – Organização Stephanie Perkins

Olá pessoal, tudo bem?

Eu sei que o clima de Natal e de fim de ano já passou, mas não posso deixar de trazer para vocês a resenha de um livro que fez meu final de ano mais feliz. Em O Presente do Meu Grande Amor: Doze Histórias de Natal conheceremos doze histórias que falam sobre a magia presente neste tempo em que um ano se acaba e outro se inicia. Confiram!

 

Este livro, como o próprio nome já diz, reúne doze contos de Natal, Ano Novo, Chanucá… enfim, comemorações que só ocorrem neste mês tão lindo que é Dezembro.

Os contos foram organizados pela autora Stephanie Perkins, e reúne contos dos seguintes autores:

“Meias-noites”- Rainbow Rowell
“A dama e a raposa”- Kelly Link
“Anjos na neve”- Matt de la Peña
“Encontre-me na estrela do Norte”- Jenny Han
“É um milagre de Yule, Charlie Brown”- Stephanie Perkins
“Papai Noel por um dia”- David Levithan
“Krampuslauf”- Holly Black
“O que diabo você fez, Sophie Roth?”- Gayle Forman
“Baldes de cerveja e menino Jesus”- Myra McEntire
“Bem-vindo a Christmas, Califórnia”- Kiersten White
“Estrela de Belém”, de Ally Carter
“A garota que despertou o sonhador”- Laini Taylor 

Como a resenha ficaria muito extensa se fosse falar de todos os contos, separei três dos meus favoritos para contar um pouco sobre eles.

O primeiro conto é Bem Vindo a Christmas da autora Kiersten White. O conto narra a vida de Maria. Maria vive na pequena cidade de Christmas, lá o clima de natal nunca acaba. Ela vive com sua mãe e seu padrasto que vivem trabalhando na mina de boro, e ela cuida da Lanchonete Christmas, onde não recebe salário. Ela é super insatisfeita com sua vida, não vê a hora de sair daquele lugar, para isso ela junta toda a gorjeta que ganha. Os planos de Maria mudam quando um novo cozinheiro, Ben, começa a trabalhar na lanchonete; ele chega nos dias que antecedem o natal. Um rapaz misterioso que parece adivinhar a comida que faz com que as pessoas fiquem bem. Uma história linda, que me conquistou e me emocionou muito, foi a minha favorita, amei o desfecho que a vida da Maria tomou depois de conhecer o misterioso cozinheiro.

“- A véspera de Natal é o meu dia preferido – digo. – Acho que a expectativa é mais divertida do que qualquer outra coisa. Eu meio que tinha perdido isso. A ideia de que alguma coisa, a comida, as tradições, uma data arbitrária no calendário, possa ser especial. Simplesmente porque decidimos que é. […] Então… quem vai fazer com que o Natal seja especial para você?”

O segundo conto que gostei é Estrela de Belém da autora Ally Carter. Neste conto somos apresentados a Lydia, que em um impulso troca suas passagens aéreas com uma estranha chamada Hulda. Hulda iria conhecer no Natal a família de seu namorado, Ethan, na cidade de Oklahoma, e agora quem fará isso é Lydia, que chegando lá se passa por Hulda, e Ethan, avisado por Hulda, a ajuda nisto. Lydia então conhece novamente o amor de família, o quanto é bom estar no meio de pessoas que a amam. Quando Lydia já está esquecendo dos problemas que deixou em Nova York, Hulda a informa que já sabem onde ela está e que estão indo buscá-la. Esse conto é um amorzinho e embora não seja um final inovador, foi um final inesperado, e isso fez com que ele se tornasse meu segundo conto favorito.

“E, durante aqueles dias ali, não fui Hulda nem fui eu mesma. Por alguns dias, fui apenas… feliz.”

O terceiro e último conto é A Garota Que Despertou o Sonhador da autora Laini Taylor. Neste conto conhecemos Neve, que acaba de sofrer uma grande perda. Ela foi uma sobrevivente da peste, e desde criança trabalha como escrava. Mas agora que ela completou dezoito anos está “livre”. Na ilha onde vive existe uma tradição que durante o Advento (do dia 1° de dezembro até dia 24) um pretendente deixa presentes na porta da moça que deseja desposar, e no Natal ocorre o noivado. Neve não quer se casar, mas o pior de todos os pretendentes da vila deixa um presente em sua porta, o terrível Reverendo Spear, que já ficou viúvo três vezes; Neve não quer ser a próxima. Com medo do que a aguarda, Neve invoca a ajuda do deus pagão Wisha (que significa Sonhador) e depois desse pedido de súplica novos presentes começam a aparecer em sua porta, Neve começa a ficar curiosa sobre a aparência que seu pretendente possui. Finalmente Neve tem esperança de que sua vida poderá melhorar. Gostei muito deste conto, principalmente devido a garra da personagem Neve, e como eu torci para que ela finalmente encontrasse a felicidade.

“Eu vou libertá-la e exaltá-la. Vou aprender mil maneiras de fazê-la rir. Seus sorrisos serão a doçura do meu hidromel; seu encantamento, meu deleite.”

Esses são os três contos que mais gostei, mas os outros são todos lindos também; todos falam sobre a magia do Natal, desse clima gostoso de fim de ano, do romance; do amor não só romântico, mas também do amor entre amigos, entre familiares.

A diagramação está ótima, as páginas são amareladas e a fonte possui um tamanho confortável para leitura. Não encontrei nenhum erro de revisão. A capa é bem bonita e nela podemos encontrar os casais formados em cada conto.

Este é com certeza um ótimo livro para presentear quem se ama; um livro para aquecer nossos corações e nos deixarmos ainda mais felizes.

E mesmo já estando na segunda semana do ano acho que ainda dá tempo de desejar:

Um feliz e abençoado Ano Novo a todos vocês!

 

Título Original: My True Love Gave to Me: Twelve Holiday Stories
Título: O Presente do Meu Grande Amor: Doze Histórias de Natal
Autor(a): Stephanie Perkins (Organização)
ISBN: 9788580577358
Ano: 2014
Páginas: 352
Editora: Editora Intrínseca
Nota: 4/5
Adicione: Goodreads | Skoob
Compre: Amazon | Americanas | Saraiva | Submarin


Tags:, , ,
Copyright 2019. All rights reserved.

Posted 10 de janeiro de 2017 by Hermes Lourenço in category "livros

Agradecemos sua visita! Volte sempre que puder! Se quiser deixe um comentário com sua opinião, assim que pudermos responderemos. Comentários ofensivos não serão aceitos.