abril 30

Anjos e Demônios – Dan Brown

Olá pessoal, tudo bem?

Hoje trago a resenha de um livro muito famoso, tenho certeza de que alguém já ouviu falar, ou já assistiu o filme. Uma aventura cheia de suspense com um final inesperado. Uma leitura de tirar o fôlego. Confiram!

danTítulo Original: Angels & Demons

Título: Anjos e Demônios

Autor(a): Dan Brown

ISBN: 8575421468

Ano: 2004

Páginas: 480

Editora: Sextante

Nota: 5/5

Adicione: Skoob

Compre: Amazon | Americanas | Saraiva | Submarino

Antes de decifrar O Código Da Vinci, Robert Langdon, o famoso professor de Simbologia de Harvard, vive sua primeira aventura em Anjos e Demônios, quando tenta impedir que uma antiga sociedade secreta destrua a Cidade do Vaticano. Às vésperas do conclave que vai eleger o novo Papa, Langdon é chamado às pressas para analisar um misterioso símbolo marcado a fogo no peito de um físico assassinado em um grande centro de pesquisas na Suíça. Ele descobre indícios de algo inimaginável: a assinatura macabra no corpo da vítima – um ambigrama, uma palavra que pode ser lida tanto de cabeça para cima quanto de cabeça para baixo – é dos Illuminati, uma poderosa fraternidade considerada extinta há 400 anos. A antiga sociedade ressurgiu disposta a levar a cabo a lendária vingança contra a Igreja Católica, seu inimigo mais odiado. De posse de uma nova arma devastadora, roubada do centro de pesquisas, ela ameaça explodir a Cidade do Vaticano e matar os quatro cardeais mais cotados para a sucessão papal. Correndo contra o tempo, Langdon voa para Roma junto com Vittoria Vetra, uma bela cientista italiana. Numa caçada frenética por criptas, igrejas e catedrais, os dois desvendam enigmas e seguem uma trilha que pode levar ao covil dos Illuminati – um refúgio secreto onde está a única esperança de salvação da igreja. Em Anjos e Demônios, Dan Brown demonstra novamente sua habilidade de entremear suspense com fascinantes informações sobre ciência, religião e história da arte.

O livro começa nos apresentando Robert Langdon um renomado professor de simbologias e especialista em religiões da Universidade de Havard. Em uma madrugada Langdon recebe um telefonema que mudará totalmente sua vida. O telefonema é do Dr. Maximilian Kohler, diretor-geral do CERN (Conseil Européen pour la Recherche Nucléaire), um dos mais conceituados centros de pesquisas do mundo localizado na Suíça. No telefone Dr. Kohler solicita urgentemente a presença de Langdon no CERN e para convencê-lo da importância de sua presença no CERN, Kohler envia um fax que faz com que Langdon cai literalmente de costas.

A imagem que Langdon recebe é um símbolo extinto a mais de 400 anos, um ambigrama uma palavra que pode ser lida tanto de cabeça para cima quanto de cabeça para baixo dos Illuminati, uma sociedade inimiga da Igreja Católica. Além do impacto do símbolo ainda há um detalhe que o deixa ainda mais perplexo, o símbolo fora marcado a fogo no peito de um dos pesquisadores do CERN. Sem acreditar muito no que vê, cheio de dúvidas, Langdon viaja rumo a Suíça.

Chegando no CERN Langdon descobre que o cientista morto e marcado com o símbolo dos Illuminati no peito é o Dr. Leonardo Vetra um padre cientista que realizava uma pesquisa que poria fim ao guerra travada entre ciência e religião, ele provaria a existência de Deus por meio da ciência. No entanto agora Dr. Vetra nada mais pode fazer, ele está morto. No CERN, Langdon conhece Dra. Vittoria Vetra, uma biofísica que ajudava Dr. Vetra em suas pesquisas, Vittora era filha adotiva de Leonardo.

Investigando o local do crime, Langdon, Vittoria e Kohler descobrem que o laboratório onde Vittoria e Leonardo realizavam suas pesquisas fora invadido, e que um dos tubos de antimatéria fora roubado. A antimatéria era a prova que Leonardo pretendia apresentar a mundo para confirmar a existência de Deus. Uma potente partícula, que possui a mesma capacidade da bomba que destruiu Hiroshima. O que impede a explosão é uma bateria que faz com que a partícula de antimatéria não entre em contato com a matéria, fazendo com que ela fique flutuando, no entanto esta bateria possui carga por apenas 24 horas.

Uma ligação do Vaticano ao CERN acaba logo com o mistério de para onde o tubo de antimatéria fora levado. O tubo estava em Roma, especificamente na Cidade do Vaticano. No mesmo instante Langdon e Vittoria partem para Roma, Lagdon em busca dos mistérios que envolviam a aparição da extinta sociedade Illuminati e Vittoria em busca de vingança pelo assassinato de seu pai.

Langdon e Vittoria não poderiam chegar em um momento mais tumultuado, o Papa havia falecido e o Vaticano estava se preparando para o conclave.

No Vaticano Langdon e Vittoria são apresentados ao comandante da guarda suíça Olivetti. Eles são colocados a par da situação. Uma câmara de segurança do Vaticano fora colocada junto ao tubo de antimatéria, mostrando exatamente o contador de tempo da carga da bateria. E o pior ainda estava para ser revelado, o tubo encontrava-se no Vaticano, pois se estivesse fora a câmara não estaria funcionando, se eles não o encontrassem, em menos de 24 horas a Cidade do Vaticano deixaria de existir.

“Nossas mentes às vezes veem o que nossos corações gostariam que fosse verdade.”

Neste momento difícil que a igreja estava passando, o responsável por governar a Igreja era o Carmelengo Carlo Ventresca. O Carmelengo recebeu um telefonema onde o Hassassin o assassino representante dos Illuminati disse estar em posse dos quatro preferiti cardeais preferidos para assumir o Papado, e que eles seriam sacrificados um a cada hora nos quatro altares da ciência, e em seguida a Cidade do Vaticano seria extinta.

“Deus, dai-me força para aceitar as coisas que não posso mudar.”

Agora Langdon e Vittoria terão que correr contra o tempo, para tentar salvar os preferiti e encontrar a antimatéria. Durante esta aventura muitos segredos serão revelados e a verdade por trás de tudo irá surpreender a todos.

 
Eu nunca tinha lido nada até o fim do Dan Brown, comecei a ler Fortaleza Digital, mas desisti e me arrependo até hoje disto. Como já tinha assistido o filme Anjos e Demônios, fiquei muito curiosa para ler o livro e me arrependo muito de ter assistido o filme primeiro. O livro é recheado de suspense, é um obra muito bem escrita, narrada na terceira pessoa. Não é uma leitura rápida, pelo contrário, é uma leitura lenta. Dan Brown nos apresenta uma excelente obra, a descrição do locais é perfeita, é como se você estivesse ali, em meio a cena. O autor teve toda a preocupação de nos apresentar locais reais, então durante a leitura você com certeza irá parar para pesquisar as estátuas ou as Igrejas apresentadas no livro, também nos é apresentado um vasto conhecimento sobre a história.
“O Inimigo mais perigoso é aquele que ninguém teme.”

Quando falei que a leitura é lenta, não é pelo fato de ser uma leitura chata, mas sim um leitura onde você é levado a pensar e pesquisar sobre os fatos apresentados no livro.

Apesar de ser considerada uma obra muito polêmica, não vi motivos para todo esse alvoroço. Primeiro porque é uma obra de ficção, embora mostre em grande parte cenários e fatos históricos reais. Segundo em momento algum o autor fala mal da religião, o que vi foi a apresentação de dois lado, o lado da ciência e o da religião.

Gostei muito do livro, sei que muita gente já leu ou assistiu o filme, se alguém ainda não leu nem viu o filme recomendo que leia o livro primeiro.

Anjos e Demônios é uma ótima obra, mesmo em alguns momentos tenha discordado de algumas afirmações. Uma leitura super recomendada. Se ainda não conferiu não deixe de conferir.


Tags:, , ,
Copyright 2019. All rights reserved.

Posted 30 de abril de 2016 by Hermes Lourenço in category "livros

Agradecemos sua visita! Volte sempre que puder! Se quiser deixe um comentário com sua opinião, assim que pudermos responderemos. Comentários ofensivos não serão aceitos.