julho 5

Carpinejar

Talvez isso não tenha muito a ver com o assunto do Blog, mas gostaria de compartilhar com vocês um texto de um dos meus autores preferidos, que aliás, é um escritor brasileiro contemporâneo, se não conhece, procure conhecer, vale a pena!!!

O quanto um livro pode mudar sua vida?
Mudar não, mas pode dar sentido a tudo o que sofreu. Pode explicar seu silêncio. Pode resgatar sua dignidade. Pode oferecer a maçaneta para que procure a porta. Pode mostrar que a vida não é brincadeira, mas pode ser alegre se atravessarmos a tristeza sem perder a esperança.
Somos o que ficamos depois de sofrer.
Porque na dor encontramos uma honestidade que não há em nenhum outro sentimento.
Porque na dor encontramos uma urgência que não há em nenhum outro lugar.
Porque na dor encontramos uma autenticidade que não há em nenhum conselho.
Ninguém usará disfarces, adiamentos, mentiras quando sofre. É quando nos conhecemos, nos aceitamos e passamos a amar as pequenas gentilezas e descobertas.
Somente aquele que cuidou de um pai ou mão doente saberá o que é ser filho.
Somente aquele que se separou ainda amando entenderá o que é casamento.
Somente aquele que perdeu um parente numa tragédia entenderá o que é fé.
Somente aquele que foi mendigo em sua casa entenderá o que é generosidade.
Sofrer é entender a si mesmo para ouvir com mais atenção e empatia.
Por mais angustiada que seja a perda,
por mais gritante que seja a separação,
por mais inimaginável que seja a injustiça,
temos uma incrível e maravilhosa
capacidade de sobrevivência, de nos 
regenerar, de despertar das ruínas, de
seguir em frente. Apesar de o passado 
querer nos puxar para ficar com ele.
“Me ajude a chorar”, diz que você não está sozinho, nunca esteve, jamais estará.
As páginas do livro são braços abertos.
Este livro é meu abraço. 
Fabricio Carpinejar


Copyright 2018. All rights reserved.

Posted 5 de julho de 2014 by Hermes Lourenço in category "Uncategorized

Agradecemos sua visita! Volte sempre que puder! Se quiser deixe um comentário com sua opinião, assim que pudermos responderemos. Comentários ofensivos não serão aceitos.