outubro 1

Envelhecer

Envelhecer

Hoje envelheço mais um dia. E daí?

Aprendi em minha vida que os caminhos da aventura podem ferir.

que o verdadeiro sorriso se conquista e junto dele nasce uma lágrima.

Aprendi a inspirar meus sonhos e expirá-los em realidade.

Que cair é igual a se levantar e seguir em frente.

Que o sofrimento é sinônimo de conhecimento e a pior burrice é esconder a verdade.

Aprendi que nenhuma felicidade é eterna e que o dinheiro nenhum pode comprá-la.

Que quando morremos deixamos o conforto junto com o que outrora era intocável.

Aprendi que a paixão desaparece e nem o amor é eterno.

Apenas o tempo é eterno, ainda enquanto dure.

Aprendi que o vento enxuga a lágrima do rosto e não a dor do coração.

Que o jovem um dia irá querer ser velho e que o velho um dia irá querer ser jovem.

Aprendi que em poucos minutos uma decisão errada pode mudar o curso de uma vida.

Aprendi que o inveja é a pior das vaidades, pois nos esquecemos de nós mesmos.

Aprendi que o perfume de uma flor dura para sempre em nossa memória.

Que uma bala depois de disparada, pode matar e isso emocionalmente pode ferir muito mais de uma pessoa.

Que viver é apenas uma gota do oceano da eternidade.

Que sofrer nos faz apreender.

Aprendi que envelhecer é sinal de fragilidade física, mas que a maior fragilidade humana é falta de caráter.

Aprendi que mesmo depois de velho, sentimos falta do colo de nossa mãe e dos conselhos de nosso pai.

Aprendi que chorar não é motivo de vergonha, mas que a maior vergonha é daquele que ri de quem se põe a chorar.

Que a natureza deve ser respeitada.

Que o suor do trabalho honesto constrói a dignidade.

Hoje estou morrendo mais um dia, e daí?

Morrer é como uma criança travessa que se esconde da vida.

Só que pela eternidade.

Hermes M. Lourenço