setembro 15

Primeiros Passos para se escrever um bom livro.

Olá Amigos do Blog!
O primeiro passo para se escrever um bom livro é ler. Não basta apenas ler, tem que ler muito.
Depois sim, pensar na premissa de sua estória e estudar técnicas para fazê-lo com êxito.
Confesso que, em minhas primeiras publicações eu desconhecia as técnicas de escrita e cometi graves erros que foram utilizados em meu eterno processo de aprendizado. — Afinal, temos que aprender com nossos erros.
Me explico:
Muitos daqueles que se aventuram a escrever o primeiro livro, cometem um erro grave. Colocam uma estória no papel sem ter técnica e acabam publicando com facilidade — isso já foi falado aqui no blog anteriormente.
Com isso surgem uma cascata de problemas que vocês irão compreender a seguir:
Um livro escrito sem conhecimento de técnica, irá já de inicio ser recusado por “boas” editoras. Isso irá frustrar o autor, que não irá compreender por que o “Best-seller” que escreveu foi recusado — digo Best-seller, pois todo autor acredita que seu livro é um Best seller — e isso irá deprimi-lo, bem como colocá-lo numa fase de ansiedade aguda. O segundo passo desse autor, será disparar e-mails metralhadoras para todo tipo de editoras, pois a publicação torna-se uma obsessão: “Tenho que publicar meu livro!”.
Infelizmente temos algumas “editoras” que se aproveitam desse momento e propõe parcerias ou que o autor custeie parcial/ integralmente a publicação — geralmente pequenas tiragens e com má distribuição — cuja preocupação é o lucro — isso acontece na quase maioria das editoras. O fato é que o autor terá o livro publicado.
Pronto. Agora temos um livro mal escrito — pelo desconhecimento de técnicas —, um livro publicado por uma editora que não se preocupa com o autor e sim com o lucro, que na maioria das vezes colocam um livro mal feito no mercado — mal revisado, capa ruim, péssimo acabamento, papel qualidade inferior, impressão má qualidade, diagramação e distribuição que ficam a desejar.
Agora junte tudo isso e coloque num coquetel de lançamento. Muitos dos convidados irão ao coquetel em respeito ao autor e a amizade e por isso irão adquirir o livro, o que alimenta falsas expectativas.
Amigos seguidores. Já li livros, com ótimas premissas — diga-se de passagem, capazes de virar um ótimo roteiro de cinema —, porém, sem esboço, sem construção de cena, ou seja, sem uso dos mínimos recursos de técnica de escrita. Isso destrói o livro e junto com o livro, a imagem do autor, da editora e da literatura nacional como um todo.
Tenho diversos amigos escritores que sempre dizem o mesmo. A falta de técnica de escrita prejudica muito o novo autor, que tem muitas vezes o sonho “explorado” e no final se transforma em pesadelo, resultando em um livro que não terá saída, que terá resenhas negativas em blogs literários — e meus amigos, conheço blogueiros inquisidores vorazes,  que devoram livros e não pesam a mão na hora de digitar as resenhas que por sinal são muito bem elaboradas —, que irá deprimir ainda mais o autor.
Então temos: livro mal escrito, mal publicado, mal distribuído, criticado, editora ruim — Ah! Isso também serve para a editora —, escritor deprimido e com impressão negativa pelos leitores, conceito de literatura nacional ruim.
Agora vocês entendem por que o autor internacional tem mais valor por aqui?
Então o que fazer?
Primeiramente não tenha pressa, estude, leia, participe de cursos e oficinas que prezem e ensinem estas técnicas de escrita, para que você um dia, envie um original dentro dos mínimos parâmetros de qualidade.
Existe inúmeros materiais de escrita literária, mas infelizmente poucos em nosso idioma. Quem tem um pouco de conhecimento de inglês irá encontrar uma diversidade incrível de livros técnicos em inglês , e tome cuidado, pois existem muitos cursos de escrita criativa, que prometem o mundo, mas na verdade, são pequenas amostras dos livros em publicação em língua inglesa — pois lá isso não é nenhuma novidade  que são traduzidas e vendidas a preço de ouro em alguns cursos nacionais de escrita criativa.
Também, não quero generalizar, pois existem muitos livros bons, que não recebem a devida atenção por parte da editora, afinal, investir num novo autor sai caro, e a editora que já o fez, mantém esse autor na linha de frente, liderando a lista dos mais vendidos nacionalmente.
O fato é, não tenha pressa. Persista e lute pelo seu sonho, mas não se esqueça que para isso será necessário muito esforço.
Um exemplo que sempre utilizo é o do motorista. Se você não sabe dirigir e entra em um carro pela primeira vez e quer sair por aí; meu amigo… você sabe que isso resultará em uma catástrofe. O mesmo acontece com as primeiras publicações.
 Então estude, aprenda e transforme a escrita em um passeio que você possa levar seu leitor em uma viagem segura, pelo mundo da imaginação.

Um forte abraço a todos!