maio 15

Livro X Filme: Jogos Vorazes

Sinopse – Jogos Vorazes – Jogos Vorazes – Livro 1 – Suzanne Collins

Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?

Resenha

         Primeiramente quero falar de como cheguei até Jogos Vorazes. Vários amigos do facebook viviam postando materiais sobre essa série e como esses amigos em especial têm o mesmo gosto que eu para livros, fiquei muito curiosa para conhecer a história. Associe-se a isso o fato de que, como toda mulher, sou louca por promoção e essa série sempre estava por um preço incrível no Submarino e ainda entre os mais vendidos. Porém, após minha decepção com Cinquenta tons de cinza (falarei sobre isso em outra resenha), fiquei com medo de comprar uma trilogia inteira e depois não conseguir sequer passar da metade do primeiro livro. Por esse motivo, ao saber que já havia o filme do primeiro livro da série, decidi assisti-lo. E só posso dizer que simplesmente A-ME-I. Assisti  ao filme duas vezes seguidas e só não assisti a terceira porque meu marido começou a reclamar, rs. No mesmo dia, encomendei os livros pela internet e ao recebê-los, devorei-os em apenas 6 dias! Levei dois dias para ler o primeiro, o segundo li num único dia e o terceiro só demorou 3 dias porque comecei a protelar a leitura porque não queria que ela acabasse! Fiquei na maior ressaca literária após terminá-lo e tive que ser muito forte para não começar a relê-los. Aí você se pergunta: então essa é uma resenha sobre a trilogia? Não caro leitor, essa é um resenha que pretende comparar o filme com o livro, é claro que falaremos apenas do primeiro livro, visto que os outros ainda não saíram.
          Pois bem, de tanto acompanhar filmes e/ou séries de TV que vieram de livros que li, já percebi algumas coisas… A primeira, é que nem todos os personagens dos livros podem ser levados ao filme, devido ao tempo relativamente escasso que ali se tem para contar uma história, portanto, já me conformei que alguns personagens por vezes muito queridos, simplesmente são esquecidos na hora de se adaptar um livro para um filme, aí o que se faz muitas vezes, é manter um personagem que mescle as características, falas e atitudes de vários personagens. Às vezes isso dá certo, outras nem tanto.  Veja o caso de Bonnie e Caroline, da série Diários do Vampiro, ao suprimirem a personagem Meredith, tentaram imprimir nelas as características desta terceira. O que aconteceu é que se desvirtuou muito a história original, onde Caroline era na verdade, inimiga declarada de Elena, e agora na série, ela é uma super amiga e a Bonnie, é bipolar, em certos momentos é frágil, em outros, corajosa. Também entendo que nos filmes, não há tempo para grandes explicações, nem grandes questionamentos, por isso, muitas coisas são “condensadas” ou se utiliza o recurso visual para subentendê-las. Porém, esse recurso sempre apresenta falhas. Por exemplo, o filme Jogos Vorazes, logo no começo, mostra Katniss, a protagonista, conversando com Gale sobre quantas vezes eles já se inscreveram para a Colheita, sem dar maiores detalhes e a impressão que você tem, se não leu o livro, é que eles estão ávidos por participarem dos Jogos, o que não é verdade, e por conta disso você fica “boiando” quando Katniss se apresenta como voluntária para tomar o lugar de sua irmã e todo mundo fica triste. Tipo, se era assim tão fácil participar, por que eles ficaram se inscrevendo mil vezes? E agora que Katniss conseguiu garantir sua vaga, por que esse drama? Enfim, só lendo o livro para entender.
Outra coisa que me incomodou um pouco no filme, foi que Haymitch muda de apático para mentor carinhoso e atencioso sem nenhum motivo real aparente, muito embora o motivo de tal mudança só seja elucidado no terceiro livro, então decidi relevar esse fato. Há também o relacionamento de Katniss e Gale, que no livro, é apenas uma amizade, que ela só percebe que talvez seja amor quando já está na Arena e no filme, eles são colocados como um casal logo de cara, mas também compreendo o uso de tal recurso, já que Gale precisa nos conquistar logo de cara, pois ele quase não aparece mais no filme. Mas o que eu realmente achei fantástico foi a abordagem escolhida para o filme. Enquanto eu o assistia, eu tinha a plena convicção que o livro era narrado em terceira pessoa, pois que aconteciam coisas que nossa heroína não tinha como ter conhecimento. Foi uma surpresa quando descobri que o livro é narrado em primeira pessoa. Esse recurso foi utilizado no filme, para explicar mais rapidamente e objetivamente certos detalhes importantes ao desenrolar da história.  
Ah, e tem também o mocinho da história! Peeta Mellark é o tributo masculino do distrito 12 que juntamente com Katniss estará na arena, competindo com outros 22 jovens entre 12 e 18 anos pela coroa e pela glória de ser o vencedor da 74ª Edição dos Jogos Vorazes. À princípio, suas atitudes são confusas e você fica muito desconfiado dele, pois que para haver um campeão, poderá haver apenas um sobrevivente, de modo que, se pretende sagrar-se um vitorioso, ele terá que matar também Katniss. Mas é aí que a história nos surpreende… E prende!
Não posso dar muito mais detalhes, para não dar spoilers, o que posso garantir é que Jogos Vorazes é uma trilogia que vale cada linha e sua adaptação para o cinema vale cada minuto!
Arrisco-me até a dizer que é a melhor série desde Harry Potter!!!   
Elaine Velasco é autora da série Limiar e fã incondicional dos livros e dos filmes de Harry Potter, e agora também de Jogos Vorazes. Para conhecer mais seu trabalho, acesse:elainevelasco.blogspot.com.br