setembro 25

Conto: Mulheres Amáveis

Olá Amigos do blog!
Essa semana recebi o primeiro conto de uma das seguidoras do blog para postar por aqui. Fiquei realmente feliz e achei o conto muito interessante e capaz de gerar algumas discussões aqui no blog. Meus parabéns a autora Ines Oliveira pelo belo conto.
Continuem participando.
Em breve mais novidades por aqui! 
Abraço a todos.
                                           Mulheres Amáveis
Caio estava na soleira do alpendre de sua pequena casa, observando o pôr do sol, enquanto seus pensamentos vagavam no mais distante horizonte.
As nuvens pareciam brincar entre elas, formando e desfazendo os mais variáveis objetos e seres.
Sua imaginação começava a construir um universo paralelo ao nosso. De repente se viu entre salas e máquinas que não paravam de trabalhar. Eram máquinas de todos os tipos que pareciam ter sido criadas por vários inventores que buscavam amenizar os trabalhos dos humanos na Terra.
As salas eram diversificadas e tinham máquinas de todo o tipo. Uma das salas tinha máquinas que facilitavam todas as funções domésticas. Já na outra sala as máquinas foram criadas para a construção civil com diversos projetos das quais eu jamais havia visto.
Achei tudo muito estranho e fiquei paralisado com tantos projetos nessa área.
Eram projetos que eu jamais havia visto em nosso meio e a maioria faziam parte da proteção ambiental.
Caio se deliciava com tanta beleza e ficava imaginando como seria bom fazer parte daquele mundo.
Assim Caio continuava sua caminhada até que chegou a uma sala  as quais todas as mulheres pareciam obedecer os homens presentes. Elas eram lindas e perfeitas…
 As mulheres que qualquer homem desejaria ter como esposa.
Ele não acreditou no que viu e resolveu perguntar à um senhor que estava presente:
– Senhor poderia me dizer o motivo dessas mulheres serem tão dóceis, belas e sempre alegres em servir seus esposos?
– Claro senhor, não tem nenhum segredo. Nós ficamos saturados de tantos gritos e rebeldia, que resolvemos modificar nossas próprias mulheres. Colocamos um chip de obediência em seu cérebro, e elas ficaram assim!
– Não deu certo… Veja na próxima sala. Lá você encontrará  homens deprimidos, sem vontade de viver.
Fiquei espantado enquanto ouvia atentamente as palavras daquele sábio.
– A alegria do homem também se esconde em poder compartilhar com suas mulheres gritos, desavenças, mau humor, alegrias e discutir seus planos futuros. Ter uma mulher que sempre concorde com você não tem nenhuma graça nessa vida, pois a alegria da vida a dois é justamente  a emoção em construir seus projetos juntos, concordando ou discordando.
Pensei e percebi que ele tinha razão, imaginei minha esposa concordando com tudo o que eu dizia. Não teria nenhuma graça em viver assim.
Então uma voz familiar ressoou em meus ouvidos
– Caio você está no mundo da Lua novamente? Esqueceu-se de  buscar o Pedro na escola? Como você é desligado, não posso deixar nada para você fazer, que já dá furo!
– Mil perdões minha querida, graças a Deus que você é assim!
– Assim, como?
– Resmungona! Mas não se preocupe que dessa forma você é perfeita!
– Nossa… Você está doido? Bateu com a cabeça? Eu hein… Depois dizem que as mulheres é que são complicadas. Vá se entender os homens!
Autora : Ines Oliveira – SP


Copyright 2018. All rights reserved.

Posted 25 de setembro de 2011 by Hermes Lourenço in category "Uncategorized

1 COMMENTS :

Agradecemos sua visita! Volte sempre que puder! Se quiser deixe um comentário com sua opinião, assim que pudermos responderemos. Comentários ofensivos não serão aceitos.